segunda-feira, maio 22, 2006

O “BOOM ELECTRÓNICO”

Na passada geração as habitações começaram a ser “invadidas” por aparelhos electrónicos. Mas foi o desenvolvimento tecnológico e industrial de finais do século XX e início do novo milénio que desencadeou uma tremenda ascensão dos dispositivos electrónicos que integram progressiva e indispensavelmente os nossos quotidianos.

Com o intuito de comparar a existência ou precisamente a inexistência de aparelhos realizámos inquéritos. Verificou-se uma grande discrepância entre a grande quantidade de aparelhos electrónicos detidos nos dias correntes e a sua ausência parcial na geração passada. Observámos concretamente que em média a geração passada possuía cerca de 18 aparelhos electrónicos diferentes, e que a presente geração dispõe em média de 29.

Enquanto que os nossos pais se entretinham a ver televisão, ouvir rádio (e alguns nem isso) e apenas utilizavam forno, fogão e frigorífico; os seus filhos têm ao seu dispor telemóvel, computador, arca congeladora, vídeo/DVD…

Como explicar este crescimento? Em primeiro lugar, a geração passada era governada por um regime ditatorial que restringia de certo modo as inovações do resto do mundo, dificultando o seu acesso pelo cidadão comum. Ora, após o 25 de Abril de 1974 as barreiras políticas desvaneceram-se, dando lugar apenas a barreiras financeiras. Em segundo lugar com adesão à CEE os portugueses começaram a desfrutar de um nível de vida mais europeu, ou seja, viram o seu rendimento médio a aumentar, o que lhes permitiu aceder a uma nova gama de produtos inovadores. Também como consequência do aumento das possibilidades monetárias do português médio, este tornou-se mais consumista, adquirindo mais bens e mais frequentemente. Com este aumento do nível de vida geral as famílias já não precisavam que os filhos fossem trabalhar tão cedo, pelo que estes ficam em casa rodeados pelos aparelhos electrónicos, exigindo por sua vez cada vez (veja-se o caso do telemóvel, computador e leitor de mp3).

Em conclusão, a transição da geração dos nossos pais para a nossa transportou mudanças sociais, políticas e económicas que causaram uma explosão da compra de bens electrónicos de consumo. Todos estes aparelhos electrónicos consomem energia, que sendo produzida por fontes de energia não renováveis (petróleo, carvão e gás natural) polui o ambiente. É necessário que usemos cada vez mais fontes de energia renováveis para que possamos continuar a usar todos estes aparelhos e assim prosseguirmos com este nível de vida.

Sem comentários: